segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

"[DESGOSTO]".



"[DESGOSTO]".

O passo em falso
que pisa descalço
na minha mágoa
que a dor 
traga
com gosto 
o desgosto 
desse amor.

Uma simples fala
que cala
o coração
e a minha voz
que não saí não
para o desgosto
do gosto
dessa paixão atroz.

Nos chorosos gestos
vem manifestos
solitários
das lástimas
de contrários
no meu rosto
de tanto desgosto
e muitas lágrimas.

Nesse dilema triste
a quimera insiste
em acordar
com suporte
e andar
sem pré suposto
de cheiro e desgosto
do meu doce amar...

"[EM OFFLINE]".


"[EM OFFLINE]".

Quero me fechar e sentir
Não era isso que eu queria
Sei que vou conseguir
Sair dessa agonia
Cicatrizando essa ferida
Mas não por toda vida!

Tentarei ser eu mesmo
Nem que fira outrem 
Que me diz à esmo
Que sou criança,e não homem
Mas,sei bem o que é amor
E dar o seu devido valor!

Assim verdadeiramente
Acho eu,nesse fechar
Por ser muito inocente
Em tanto acreditar 
Nessa experiente amante
Por isso ficarei distante...

domingo, 30 de dezembro de 2012

"[FELIZ ANO NOVO QUERIDOS POETAS]".

"[FELIZ ANO NOVO QUERIDOS POETAS]".

Feliz Ano Novo,queridos poetas
Dedico todos esses meus versos
Aos nossos artistas das letras
Que vivem felizes nesse universo
Nas construções que interpretas
Dando-nos laboriosos conversos

Feliz Ano Novo,queridos trovadores
Dos que falam as vozes dos corações
Trovando várias maneiras de amores
Devaneando em grandes inspirações
Para os que também trovam dores
Expressando as mais puras emoções

Feliz Ano Novo queridos sonetistas
Aqueles que nos dão tantas alegrias
Os pequenos ou grandes artistas
Positivamente tem todas as poesias
Conotações especiais e extremistas
Mesclando os reais e as fantasias

Feliz Ano Novo,queridos menestréis
Compositores de vários estilos e formas
D'uma mera frase até altíssimos cordéis
Onde ao ler logo se gostas e aprovas
Tornando-nos eternos fãs e leitores fiéis
Onde na literatura sempre nos renovas.

sábado, 29 de dezembro de 2012

"[SUA VOZ]".



"[SUA VOZ]".

Ouvir sua voz
É ouvir sinfonia
Ou ver alegria
Dos peixes em Orós

Cada letra o som
Suave como oboé

Clave de Sol no tom
Aplaudida em pé



sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

"[UM PONTO SEM NÓ]".


"[UM PONTO SEM NÓ]".

Com um pontinho só
Na paixão que me dera
Num laço sem nó
Arremataste a quimera
Que iria virar pó
Nessa grande espera

Um toque um gesto
Um rosto um traço
Uma voz um manifesto
Nesse compasso
Deu-se o acesso
A esse imenso passo

A luz que acendeu
No meu interior
Com esse ato seu
De grandioso valor
Fez que meu eu
Decifrasse o amor...

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

"[DO VELHO AO ANO NOVO]".


"[DO VELHO AO ANO NOVO]".

Velho que se vai,
novo que ainda vem,
quero te ver sem ai,
sempre de novo,
no novo também!!!

"[CAMINHO DO INFERNO]".


"[CAMINHO DO INFERNO]".

Um tiro somente ouviu-se o estampido,
como o estourar uma champanhe,
inerte largado no meio da rua,
corre corre gritos nada se via ou ouvia.
Sentiu-se flutuando,como nuvem em brisa mansa
expirando no infinito,
sem choro nem grito nem dor.
Uma sala imensa de cores indecifráveis,
pessoas sem pressa sentadas ao redor.
Passando por cima,involuntariamente,

uma porta se abriu,
uma cortina de fumaça surgiu,

com cheiro e enxofre velas acesas,
risos frenéticos cores estranhas,
um fogo ao centro envolto a larvas e lamas.
Um ser descomunal adentrou nas entranhas,

puxando para dentro daquele calor infernal.
Abriu seus braços,com fortes traços o nome de Deus exclamou.
O fogo se apagou com uma chuva de neve,

sublime e leve para fora o tirou.
Em choro profundo por essa viajem ao imundo do coma acordou...

{Sintese do livro em andamento "O CAMINHO DO INFERNO"...

"[O ORELHÃO]".


"[O ORELHÃO]".

Um número dado
à espera,foi ligado
me dera,um estado
tremulo atendo
ouço voz do outro lado
que alegria
poema recitado
em poesia,
chorei emocionado
nem palavras saíram
todos sentidos conspiram
nesse encantado
senti toda clareza
e a pureza
desse amor
na certeza
de que me ama...

"[OLHO D'ÁGUA]".



"[OLHO D'ÁGUA]".

Nasceu essa vertente
Num árido coração
As gotas de emoção
Se fizeram de afluente
Para um rio corrente
D'uma doce paixão
Florindo as pastagens
Dos sonhos e jardins
Para beijos de colibris
Nas flores verdejantes...

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

"[ACONTECEU NUM DIA DE NATAL]".



"[ACONTECEU NUM DIA DE NATAL]".

 Rompeu a aurora desse lindo dia
 Minha avó acordou-me sorridente
 Mostrando-me aquele presente
 Dotada de farta gama de alegria
 Emfim,eu era um menino carente

 Lembro-me como se fosse agora
 Era uma camisa bonita xadrez
 Olhei-a pela unica e primeira vez
 Pois bateram palmas ao lado de fora
 Atendi de maneira educada e côrtes

 E o que vi me deixou emocionado
 Ainda com meu presente na mão
 Cortou-me em pedaços o coração
 Ao ver um menino triste ali parado
 Semi nu com seu corpo mostrado

 Perguntei o que tinha acontecido
 Tremulo chorando assim me falou
 Minha casa inteirinha se queimou
 Tudo o que tínha foi ali perdido
 Fora cinzas,só eu quem sobrou

 Dotei-me de amor e solidariedade
 De maneira sincera à quem precisa
 Estendi-lhe a mão com a camisa
 Dando-a com toda sinceridade
 Fato esse que até hoje me motiva...

'[MOMENTO DE PURA MAGIA]".



"[MOMENTO DE PURA MAGIA]".

Subir no mais alto monte
 encher-se de emoção
 fazer ouvir como fonte
 o som da voz do coração
 muito além do horizonte.

 Trasladar essa alegria
 nesse dia de Natal
 como um passe de magia
 dissipar a tristeza e o mal
 formando em paz e harmonia.

 Desfilar em chão de estrelas
 acompanhados co'a felicidade
 decorando todas as veredas
 co'amor carinho e sinceridade
 de verdades e coisas belas.

 Aguardando o ano vindouro
 junto aos que nos são caros
 e nossos corações em coro
 rimar com muitos dados
 tornando-os duradouro...

domingo, 23 de dezembro de 2012

"[OMISSÃO]".


"[OMISSÃO]".

Por ser um simples mortal
Dotado de defeitos e virtudes
Rondou esse triste mal
Com suas vicissitudes.

Mostrando toda morbidez
Na minha sincera indagação
Para que tivesse solidez
A uma prospera relação

Omitir não é pecado
É um lapso da vida
Ma quando é perguntado
Mentir para ter saída

É fato consumado
De falsidade inserida
Talvez,vergonha do passado...


"[ANIVERSARIANTE ILUSTRÍSSIMO]".



"[ANIVERSARIANTE ILUSTRÍSSIMO]".

Está chegando esse grande dia
que a humanidade alegre desperta
atenção para aquEle que erradia
o senso solidário do amor em festa.

De José,Maria à manjedoura
gerado pelo Espírito Santo de Deus
trouxe em Si a palavra confortadora
para altos senhores aos simples plebeus.

Anunciado pelo anjo Gabriel
como filho do Pai Onipotente
para tirar do povo que vivia ao léu
o pecado que estava presente.

Esse é o aniversariante Cristo Jesus
símbolo de amor paz e conhecimentos
tanto que morreu crucificado na cruz
para que o mundo leve seus ensinamentos...

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

"[AO ENCONTRO DE VOCÊ]".



"[AO ENCONTRO DE VOCÊ]".

Sentando na soleira da porta
não importa
dedilhando a beira do violão
também não
o que realmente quero
que tanto espero
é encontrar você.

Olhando firme para o infinito
que exprime num grito
cantando uma canção
também não
o que realmente desejo
é dar um beijo
ao encontrar você.

Fazendo uma belíssima poesia
com altíssima alegria
montando grande construção
também não
o que realmente quero,é te ver
e espero,até morrer
se encontrar você...

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

"[COMO CONSTRUIR UMA GRANDE PAIXÃO]".



"[COMO CONSTRUIR UMA GRANDE PAIXÃO]".

Prepare a base da grande paixão
incorporando um esmero ético certo
de respeito sincero e concreto
em fortes colunas de máxima atenção
levantando nas paredes do coração
com tijolos de carinho e afeto.

Para durar,faça todo acabamento
em película farta de amor e desejo
aplique com dedicação e almejo
com olhos de imenso conhecimento
alinhando com claro sentimento
aprumada com muito beijo.

Na cobertura,use telhas de seguranças
para as paredes se conservarem
sempre maravilhosas preservarem
uma posteridade de muitas bonanças
com cores vivas de lembranças
nesse acalanto mostrarem.

Não precisas de nenhuma formatura
para construir uma grande paixão
nesse poema deixei a emoção
mostrar que essa grandiosa estrutura
é fácil e extremamente segura
de fortalecer um frágil coração!!!

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

"[SEM PENSAR NO AMANHÃ]".


"[SEM PENSAR NO AMANHÃ]".

Andei por tantos lugares
Dando e recebendo felicidades
Nas ruas avenidas e em cidades
Montando e desmontando lares
Indo e vindo cheio de vontades
No ar na terra e nos sete mares.

Passei meu tempo sempre assim
Sem pensar no amanhã vindouro
Distribuindo pétalas de ouro
Dos ricos e majestosos jardins
Cego,diante desse grande estouro
Que arremessou a solidão em mim.

Hoje,vejo a cada ruga no meu rosto
E em cada limite dum bem querer
Nos pontos vulneráveis de ver
Dos cabelos brancos em mim posto
A ascendência desse mal viver
Estampada de tristeza e desgosto...

domingo, 16 de dezembro de 2012

"[O SOL DA MANHÃ]".



"[O SOL DA MANHÃ]".

O sol desponta,
tragando a madrugada
pelo alto da colina
a estrela já apagada
no lume que fulmina,
a noite enluarada

no canto que combina
junto da minha amada.

Colhendo as flores,
do nosso jardim,
até o sol se espanta,
ao vê-la assim,
onde olor levanta
das pétalas de jasmim

do quanto encanta
sua beleza sem fim...

"[Queria mentir que te amo]"!!!



"[Queria mentir que te amo]"!!!


Queria eu mentir para o mundo e para mim também.
Dizendo que não te amo,que não te quero,
que jamais gostei dos teus doces beijos,
que não sinto emoções ou desejos.
Mas meu coração me diz que mentir assim,
é pecado por este estado,
de tanta graça quando pela mente passa,

tudo que a verdade fala quando quero omitir.

Queria eu dizer para o mundo e para mim também.
Dizendo que te odeio sem medo ou sem receio,
que nunca desejei sua presença,
nem sentir saudade da sua ausência,
querendo com veemência estar longe de ti.
Mas meu coração não me deixa mentir não,
com tanta verdade na felicidade que está exposta
sempre em sinal de atenção como resposta.
Queria tanto mentir,mas não consigo enganar,
nem mesmo à mim,de tanto que te amo assim...

"[CORAÇÃO LOTADO DE AMOR]".


"[CORAÇÃO LOTADO DE AMOR]".

Pelas estradas da vida
ora triste,ora feliz
tropeçando nas feridas
nas coisas que fiz

Criei experiências
de tantos dessabores
junto as competências,
dos meus amores

Um dia já sem rumo
parei para reflexão
e colocar no prumo
a carga do coração

Reciclei esse caminho
no bom que restaram
lotou de amor e carinho
que todos ali deixaram

sábado, 15 de dezembro de 2012

"[DOÇURA]".


"[DOÇURA]".

Na rua ou alameda
na estrada ou avenida
no bosque ou vereda
doce quimera da vida

Na terra ou mar
no frio ou calor
na água ou no ar
doce espera do amor

Na paz e alegria
no claro ou escuro
na noite ou no dia

considera amor puro
com muita harmonia
docemente seguro...

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

"[ESPERANÇA CONTIDA]".


"[ESPERANÇA CONTIDA]".

Na esperança contida
desta tão doce quimera
encontrar uma saída
dentro dessa espera

cicatrizar a ferida
que o passado me dera

Na lembrança do sonho
em poesia que faço
nos versos componho
em mui belo compasso

segregar o medonho
nesse poema que traço

Na volta que o mundo deu
o coração esperançoso
enlaçado aqui estou eu
neste poetar maravilhoso

deixando o que foi meu
sem senso rancoroso

O dia "D" vai chegar
co'a graça de Deus Pai
esse sincero amar
longe de tristeza e ai

sonhando com todo gostar
que aqui está,e não sai...

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

"[MERGULHO]".


"[MERGULHO]".

Mergulhei nas águas,
dum mar de incertezas,
afoguei minhas mágoas
diante de tanta clareza

que seu amor entoas
em poesia e beleza.

Emergi nesse desenho
em forma de coração
deixei ali meu empenho
em deleite de emoção

hoje é tudo que tenho
nessa linda paixão.

Nado nas minhas manhãs
almejando ansiosamente
para que o nosso afã
nos dar de presente

as caricias doce e sã
de labor subsequente...



as caricias doce e sã
de labor subsequente...

"[DIA NACIONAL DO FORRÓ]".




"[DIA NACIONAL DO FORRÓ]".{13/13}.

D'ireto e reto do nordeste,desse imenso Brasil
I'sso é coisa que acontece,nesse povo varonil
A'o bom modo do agreste,mostrado no seu brio

N'ada que conteste,esse ritmo tão sútil
A'clarmado em poesia,de maneira responsável
C'omemorado nesse dia,de jeito adorável
I'nstituido  em harmonia,uma paz imensurável
O'nde o grito de euforia,é capaz e louvável
N'as longas catingas,se dança com perfeição
A'té se toca com marimba,essa doce canção
L'ivra quem não tem tarimba,dando absolvição

D'omínio de dito popular,sobre essa dança
O'rdem para não sentar,e nem segurar criança

F'ormado sempre em par,no bailado que não cansa
O'stenta um modo de vida,sem medo de ser feliz
R'astro sem caída,naquilo que condiz
R'azão de uma lida,ao que ele produz
Ó'xente tão sofrida,nele acham sua luz...

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

"[A BUSCA]".



"[A BUSCA]".

Senti uma grande necessidade
de encontrar-me nos meus versos
escalei o universo,ao inverso
numa procura incessante
dessa cultura itinerante,
para dar-me felicidade.
Subi,me agarrei,não achei
me perdi,chorei.

Porque?

Quando encontrei
caí voei,para outro mundo
em desconhecimento profundo
por tudo que me preparei,
no chão fiquei,na lama,pisei,
queimei na chama
e na cinza deixei,a fama
de que,vivi,e morei.

E oque foi que encontrei?

Nessa coluna de emoção
um coração carente de paixão
me apaixonei,de novo,chorei,
pela desilusão que passei
que em meus versos procurei
não achei,a solução,tatuei
perpetuando desde então
com ela morrerei,em vão...

"[CONVERSA GAUCHESCA TROVADA]".




"[CONVERSA GAUCHESCA TROVADA]".

Das andanças de lá para cá,
ainda procuro a minha estância,
para que sossegue nos meus pelegos,
aonde repouse da lida,
e pare de camperear a terra alheia.


Nesse pampa
desconhecido,
tu subirá a rampa,
do crescimento merecido.

Puxe este mochinho a tua frente,
descanse as tuas botas,
conte um causo
enquanto sorvemos o amargo.


Do amargo chimarrão,
que gosto e não largo
pregado na minha mão,
dividindo até o doce coração

Por entre está sanga
que corre muita lágrima
já correram na magoa
do meu coração que sangra


Ajeite teu carpim,
e a guaiaca na cintura
pegue a tintura,
e vá até o fim.
sem largar sua vianda!

Se já andastes
com irmãos de armas
disso tu bem o sabes
que o mundo mudou
se o mundo evolui,
piora o seu carma
e o ser humano piorou


Como é boa essa tu'alma
que falou das armas minhas
nessa trova que acalma
clareando onde se caminhas...

Luiz Fábio da Cruz...Jamil Luz...

"[ATENÇÃO]".


"[ATENÇÃO]".

O amor é sempre tão banal,
junto a paixão fundamental,
de encontrar seu próprio ser!!!

"[PARA MONIQUE BRIGHT COM CARINHO]".




"[PARA  MONIQUE BRIGHT COM CARINHO]".

Menina do Rio,
fonte de inspiração
calor que dá arrepio
na força do coração

sem medo de desafio
onde importa emoção

Menina do sol
olhar de doce mel
está no meu roll
como um lindo véu

vivendo em prol
à tirar-me o fel

Menina do amor
que está no mundo
tirando da flor
um olor profundo


perfumando a dor
segregando o infundo

Para Monique Bright
Diretamente do coração de Jamil Luz ...

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

"[ACONTECE NO NATAL]".


"[ACONTECE NO NATAL]".

N'os dias de criança,muita felicidade
A'limenta na lembrança,o bem da humanidade
T'endo ainda a esperança,o tempo da igualdade
A'lmejo que se alcança,com toda sensibilidade
L'ibertar a bonança,para posteridade.

N'os dias de juventude,sem nada a temer
A'nda em plenitude,de um bem querer
T'otal com muita saúde,sem nunca padecer
A'ltamente sem amiúde,d'um sempre crescer
L'evando em magnitude,um grande transcender.

N'esse tempo de agora,leva no caminho
A'o romper da aurora,o cantar de passarinho
T'ratando tudo como outrora,com máximo carinho
A'diante sem demora,tirando qualquer espinho
L'embrando toda hora,o calor do seu ninho.

N'os tempos que vai passar,de tanto labor
A'o nosso Deus vai dedicar,todo seu temor
T'udo que se apegar,é com imenso louvor
A' Ti,sempre orar,para seu bem interior
L'iberto então vai  ficar,pelo Seu eterno amor...

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

"[FERNANDA XEREZ MEU TALISMÃ]".



"[FERNANDA XEREZ MEU TALISMÃ]".

não me conF'ormei,com sua ausência
nas faltas dE'senhei,com toda paciência
e perpetuaR'-te-ei,na minha existência
transformaN'do assim repassarei,com insistência,
essa carinhA' que deixei,na permanência.
teu caminhN'o de paz,puro e consistente
que,tanto aD'orno traz,feliz e contente
animado pA'râmetro que faz,o belo e coerente

como um eX'emplo capaz,sempre permanente
fazendo prE'stimo voraz,muito inteligente
presentearR'-nos eficaz, tão docemente.
permanentE'mente sóbria,com tanta clareza
que nos diZ' que a vitória, é a nossa fortaleza

ao fato deM'ostrado na memória,com firmeza
a tantos dE'scritos na história,com beleza
com a atitU'de sem escoria,por natureza

que esse T'alento nato,tem por merecer
as,homenA'gens de que relato,por seu proceder
dignos apL'ausos nesse fato,que esse belo ser
ao instituI'r esse retrato,de bem viver
fazer nosS'o abstrato,realidade ter.
tenho os M'elhores conceitos, por ti mulher poeta
que teus Â'magos tão perfeitos,é quem te completa...
.

*******************************************************


14/12/12 10:10 - Fernanda Xerez...
  J.á vim te agradecer,,,
A.linda e especial homenagem,,, 
M.uito emocionada, podes perceber,,,
I.nvado este espaço para oferecer,,, 
L.indas rosas a enfeitar teu dia,,,
*** 

L.indo cantinho, pura magia,,, 
U.m beijo deixo e um abraço,,,
Z.arpo feliz deste teu espaço!!!!!!!!!!!

 Brigaduuuuuuuuuuuuu 1000vezes!!! ***
 Desejo ótimo FDS. Beijooo

domingo, 9 de dezembro de 2012

"[CA-MI-NHO]".




"[CA-MI-NHO]".

           foi troCAdo pelo medo

             da MInha emoção

que um espiNHOso segredo

       oCAsionou na paixão

   na tiMIdez do erro

desdeNHOu minha opinião...

'[ARTE CRISTÃ]'.



 "[ARTE CRISTÃ]".

 A arte
 cristã
 é amar

 nosso
 Deus
 Pai

 sobre
 tudo
 e todos...

 Forma de poema criado pela poetisa Luna Di Primo em 2011... 

sábado, 8 de dezembro de 2012

"[MONÓLOGO COM A SOLIDÃO]".




"[MONÓLOGO COM A SOLIDÃO]".

 Oh!Solidão quem diria
 Eu não esperava
 Que chegou esse dia
 Até então só pensava
 De como seria
 Agora estou vendo
 Na dor que sinto
 Que estou vivendo
 E o que vem vindo
 Me remoendo.
 Dentro do meu peito
 A tristeza que cola
 Mesmo sem ter direito
 Na a mágoa que assola
 O coração desse jeito...



"[ACABOU]".



"[ACABOU]".

Tanta água rolou 
pelas veredas
desse caminho
límpida de certeza
cheia de carinho
infelizmente
desaguou
num mar 
de espinho
que magoou 
o tanto amar
no nosso ninho
senti que meu coração
de novo vai
afogar-se na solidão
e na dor que não sai
espreitando a emoção 
que se feriu demais
por não querer
aceitar sua compreensão...

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

"[SEXTA FEIRA]".



   "[SEXTA FEIRA]".



Hoje é sexta feira,

já vem a solidão

a fiel companheira
do meu coração.


A tv. e o computador,

olham-me sabendo

como estou sofrendo
pela falta de amor.



Filhos parentes,amigos

sem ao menos telefonar

eu, na esperança de guarido
para minha sexta alegrar.

"[SONHO DE AMOR]".



 "[SONHO DE AMOR]".

 Sonho com um coração
 com essência,
 de alma pura
 e segura
 de sapiência
 e emoção.

 Sonho com um corpo
 de íntimo suor
 de desejo
 feito beijo
 do melhor
 conforto.

 Sonho com um ser
 de carinho
 que se sinta
 distinta
 no caminho
 de amor,ter...