terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

"[ALMA FELIZ]".(Mindim)


"[ALMA FELIZ]".(Mindim)

A alma 
está
feliz

todos 
os dias
e horas

tudo
o que
condiz

o viver
ruim
fora...

Forma de poema criado pela poetisa Luna di Primo em 2011...

"[O ACEITE]".


"[O ACEITE]".

D'um pedido com sinceridade
Fez,renasce-la para o amor
Com esperança e muito valor
Para eterna grande felicidade
Cobrindo-se de muita cautela

Naquilo que ele lhe propusera.


Sextilha Real,é uma criação da poetisa Sílvia regina Costa Lima...

"[DOCE PRISÃO]".


"[DOCE PRISÃO]".

Abriu-se uma pequena portinhola
Voavas livres em altos e rasantes
As vezes certos outros errantes
Hoje voltas alegre à outra gaiola
Prende-se com muita satisfação

Cheio de grandeza e terna emoção.


Sextilha Real é criação da poetisa Sílvia Regina Costa Lima...

"[O GALO MACABRO]".

"[O GALO MACABRO]".

Um sitiante que criava galinhas,
deparou com um caso interessante.
em seu terreiro.
Era um galo tipo "índio",
que tentava matar todos os outros
e outras que ali estavam.
Mais tinha uma peculiaridade
preferencial por duas galinhas.
Essas,ele tratava bem,não maltratava
por tanto vivia separado,com sua bigamia.
Quando uma chocava a outra estava sempre,
à sua disposição para supri-lo.
O mais curioso que elas só botavam em média 
quatro ovos nada mais que isso.
Ao  nascerem tinham logo que separar
os pintinhos,pois o dito cujo matava.
Cantador de primeira afinadíssimo,
com repertório variado,quase nunca repetia
seu cantar,de manhã era uma melodia 
e a tarde outra nas madrugadas outra.
Um dia resolveu matar uma das companheiras.
O sitiante então resolveu doa-lo para um
guia chamado de"Tranca Rua".
Logo após a doação,o ex dono dele veio à falecer,
e deixou-o no seu costado até que um dia morresse.
Vivia então com uma parceira só.
Até que um dia...entraram no galinheiro e roubaram 
o danado do galo e sua galinha.
Levaram-no para fazerem uma galinhada
como se diz na região,segundo o relato de um dos ladrões.
Mais teve um porém!Esse galo não morria de maneira nenhuma
tiveram que despena-lo ainda vivo.
E mais uma coisa,quanto mais cozinhavam mais duro ficava,
petrificou e a galinha também não conseguiram come-lo.
Gastaram tanta lenha,sem sucesso colocaram até no gaz.
Tiveram que joga-lo fora nem os cachorros conseguiram come-lo.
Ao passar do tempo,sem mais nem menos 
começaram à morrer os ladrões
que eram em cinco,mortes inexplicáveis,
com requinte de crueldade e tortura impressionante.
O primeiro morreu queimado vivo,o segundo à pauladas
terceiro enforcado,o quarto esquartejado ainda vivo também
e o quinto,esse que relatou o começo dessa macabra história
morreu num acidente de transito sem explicação
absurdamente todo quebrado.
Isso foi durante três anos depois do furto...

***(Esse relato é fato verídico contado pela filha do falecido sitiante)***.

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

"[FLOR DE MAIO]".


"[FLOR DE MAIO]".

Não sou como flor de maio
que aparece
nesse talho
e floresce
fora da primavera.

Pouco duradoura
como navio
que ancora
a curto pavio 
de uma vela.

Tal qual o vento
ou ondas bravias
que no arrebento 
de rochas frias
na espera.

Sou amor puro
não como essa flor
sem porto seguro
que morre de dor
cega no escuro
d'uma tapera...

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

"[LÍVIA E A ESTRELA CRISTAL]"

"[LÍVIA E A ESTRELA CRISTAL]"

Lívia,uma menina meiga e carinhosa,
muito sensível,filha única de uma família com dois irmãos mais velhos.
Afro-descendentes,ela mesmo se orgulhava exibindo as trancinhas decoradas com fitas multicores que sua mãe fazia,para ir para escola.Dona de um sorriso cativante não se passava despercebida onde estivesse.Ela por ser a única filha,tinha seu próprio quarto num casa modesta nos arrebaldes da cidade bem na periferia mesmo.Uma noite após o jantar Lívia ajudou sua mãe nos afazeres e se recolheu para seu quarto,como ela mesmo dizia....Vou para meu mundinho que é tão pequenino mais eu deixo ele do tamanho do mundo de verdade na minha cabeça.Entrou no seu mundo e brinca daqui e dali uma de suas bonecas que ela dizia ser sua irmã,quebrou um braço.Com muito jeito enfaixou e colocou ela para se deitar lamentando o fato.Mais o seu mundo era tão real na cabeça de Lívia,que até a suposta dor que a sua "irmã" sentia ela também,chorava acalmando sua "irmã".Já dormiu ela pensou,afastou-se lentamente foi fechar a janela que estrava aberta pois seu quarto...(mundo),está situado no andar  de cima da casa dos seus pais.Como sempre fazia todas as noites antes de trancar a janela sempre olhava para fora e admirava o céu e uma árvore plantada em frente que ela mesmo dizia,que era a escada que dava acesso para seu mundo,o dia que fosse trancada nele mesmo sairia e entraria por ela.Olhou bem a árvore,e quando foi fechar a janela ouviu alguém chorando.Sem nenhum medo,ela abriu bem a janela ainda pensando que fosse uma sabiá que tinha feito um ninho ali mais já tinha criado seus filhotes.Olhou e olhou e perguntou.
Quem está chorando aí, posso ajudar?Não obteve resposta,mais insistiu pois os gemidos estavam mais constantes.Continuou olhando e olhando sem nada ver.
De repente viu algo se mexer e uma pequena luz aparecer.Curiosa com o cabo de sua vassourinha de brinquedo afastou o galho pois era bem perto de sua janela e o que viu?Uma pequena estrela com pouca luminosidade enganchada no galho e Lívia disse,o que aconteceu minha querida, qual é seu nome?A estrelinha disse...Eu me chamo Cristal e estava no quintal da minha casa lá em cima,e e sem explicação o chão se abriu e eu caí e vim parar aqui,agora estou toda dolorida mais sem gravidade só estou me sentindo fraca,acho que minhas energias estão se acabando.
Lívia a acolheu para dentro arrumou um lugarzinho junto com sua "irmã" que estava com o braço quebrado e todas foram dormir.Pela manhã como de costume levantou-se e foi abrir a janela estranhou porque estava destrancada semi aberta foi olhar as meninas que tinha cuidado na noite anterior-assustou-se pois ali só estava sua "irmã" com o bracinho consertado e nada de Cristal nem rasto.Agora sempre que Lívia vai fechar a janela fita bem sua árvore o o céu e pergunta.Onde estás minha amiga Cristal,queria só saber se você está bem?

"[LUNA LUNA]". (Homenagem).


"[LUNA LUNA]".
(Homenagem).

A nossa Luna
Leve tal pluma
Fez o Mindim
Tendo um sim
...la no Recanto!

Linda poeta
Tal qual atleta 
Grande talento
Forte intento
...claro encanto!

Prima primeira
Pensar inteira
Segura calma
Trazes n'alma
...o tanto quanto!

Forma de poema criado pelo poeta escritor,Ineifran Varão em 01/2013.

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

"[MÍRIAM DINIZ]".(Homenagem).


"MÍRIAM DINIZ".

   M'ulher,extremamente cativante
I'mensidão de afeto e simpatia
R'ealismo claríssimo e operante 
I'nteligência com muita alegria
A'dorável poetisa,grande pessoa
M'estra em atenção e dignidade

D'irecionada para a estrada boa
I'ntensa demostração de amizade
N'otável seu doce comportamento
I'mpetra  máximo conhecimento
 Z'elado com todo seu sentimento...

Homenagem à grande poetisa,do Pernambuco!
Exatamente de Garanhuns PE.

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

"[CONFLITO INTERIOR]".




"[CONFLITO INTERIOR]".


Eu vivo buscando garantias

fatos,sem boatos
que tenham valias
Quero,o bem  de perto
tento fazer dar certo, 
luto para colocar tudo nos trilhos,
nos eixos,com muitos brilhos. 
Mas a vida segue seu ritmo.
Os sentimentos com seus princípios 
têm seus próprios passos de dança
que meu eu, as vezes não alcança
E de vez em quando
sou obrigado a ensaiar
o tanto quanto
uns novos passos
com traços
de certeza pura
mais nem sempre dura.
nem sempre é eterno,
nem fraterno.
Nem tudo é sonho bom
como musica no seu tom.
Já é tempo de lidar com isso
nem que seja na marra.
com muita força e garra
de modo preciso
Nem que eu tenha que engolir
o choro sem sentir
forçado...num ou outro sorriso...

Texto de:Ju Linhares..
Arranjos de:Jamil Luz...

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

"[MORTE;;;AMANHECER]";


"MORTE"

Na moldura retratando a arte
No coração grava-se a imagem
Em um conjunto de amostragem
Proposital dor fazendo parte
Para esse grande sentimento 

Que a vida,esvaí no momento
"AMANHECER".

Amanheceu um lindo dia
Foi embora as lamurias
Madrugadas de injurias
Resplandece a harmonia
Portando todo acalanto

De afeto,amor e encanto

"[RESPEITO]".


"[RESPEITO]".

Quem quer,Dê
Quem der,Receba
Quem recebe,Distribua
Quem distribuir,Oferecer
Aos demais,Que estiverem ali!!!

"[ALDRAVIAS ]" {JL...12...13...14}.



Mentes
         línguas
                  afoitas
                           açoitas
                                      corpos 
                                                   quentes






janela

       aberta
               lume
                     matutino
                                desperta
                                           saudades...


imagino
         distante
                   alinhado
                             horizonte
                                         saudade
                                                    encontrada

"[UM DEDIM DI PROSA]".



"[UM DEDIM DI PROSA]". 

Se chegue,se abanque
amarre o jegue
naquele palanque
depois me conte
quar foi o afronte
daquela intriga?

Foi pelo tar do amor
daquela inguar  fror
que tem xero bão e calor
fais geme sem senti dor
onde qué que for
que teve a briga?.

Foi isso memo sim
entraro no meu jardim
tentaro arrancá o jasmim
de per di mim
pá morde que,fiquei ansim
quase matei o fio,duma figa.

Óia...so muito bão fio de Deus
mais num mexa noque é meu
senão viro bixo fariseu
logo me torno ateu
num quero nem sabe se morreu
nem disfarço do modo que fica...

domingo, 17 de fevereiro de 2013

"[A FELICIDADE]".


A FELICIDADE...

Ela entrou em nossas vidas 
sem pedir licença
e foi fazendo uma gostosa
moradia 
marcando sua presença
se instalando com facilidade
mas,com tanta intensidade 
que vai ser difícil 
alguém tira-la de lá!!!

"[NÃO NOS SEPARAREMOS JAMAIS]"


"[NÃO NOS SEPARAREMOS JAMAIS]" 

Quantas vezes eu te olho
Vejo-te de forma diferente
Nenhuma é igual a outra
Cada dia é mais crescente.

Seu sorriso mais alegre
Seu olhar mais sereno
Seu andar mais forte
Seu falar ,mais ameno

Cada dia seu coração
Tem batidas diferenciadas
Mostra aquilo que é bom
Nas atitudes comparadas

Sinto no calor do seu beijo
O quanto me ama mais
E futuro bom que vejo
Não nos separaremos jamais...

"[OS FANTASMAS DE GISELLE]"



"[OS FANTASMAS DE GISELLE]"

Gi,como era carinhosamente chamada,
desde pequena viajava pelos mais escuros caminhos da mente.
Encontrava cada personagens vagando por essas vias cabulosas da imaginação.
Numa manhã chuvosa Gi,imersa nas suas viagens desembarcou numa estação repleta de bonecas que se moviam mecanicamente com longas agulhas de tricô nas mãos cada animal que passava elas furavam os olhos,conforme era a cor dos olhos derramavam líquidos como sucos de frutas daquela cor formando um pequeno lago onde as mais pequenas se banhavam.O tempo foi passando e cada vez mais Gi continuava seus sonhos se pode dizer que era,ela conversava,tinha até um preferido,que era um pianista corcunda com as mãos totalmente deformadas dizia ela que o defeito ele adquiriu num incêndio,provocado por sua ama que ele mesmo a violentara.Numa dessas viagens Gi me disse que estava em um avião com várias pessoas com corpo de humanos e a cabeça de animais que dançavam freneticamente ao som do piano do corcunda.A  certeza que ela tinha desses pensamentos quase reais,que o pianista à acompanhava nas suas viagens,quase todas ele se apresentava ora tocando clássicos ora rock ora pop mais sempre estava ali.
Antes de Gi se casar,numa tarde de domingo,
ela e o noivo estavam,num piquenique deitados na grama e ela assim do nada viajou
tão distante carregando o noivo pelas mãos nos labirintos das profundezas da terra entregou seu noivo para uma enorme serpente que o tragou sem deixar vestígio.E por aí ela ia indo movida por esses pensamentos,no nosso ver estranhos mais para ela era absolutamente normal.Ela contava com tanta naturalidade e riqueza de detalhes impressionante!Gi se casou,não conseguia engravidar fez tratamento mais infelizmente era estéril.Passou-se quinze anos de casada não tinha mais visões e nem pensamentos daqueles que carregou por muitos anos.Uma tarde de primavera Gi estava absorta em pensamentos balançando na rede,quando de repente lhe veio uma daquelas fantasmagóricas fantasias ou fantasmas,viu seu marido entrando no portão com um profundo corte que quase separava a cabeça do corpo e com agulhas de tricô fincadas nos olhos,ouvia Strauss  no piano do corcunda.Quando Gi voltou do pensamento dois dias depois presa num manicômio judiciário acusada de degolar o marido!
Como podemos  entender a cabeça de pessoas como a de Giselle?

sábado, 16 de fevereiro de 2013

"[ALDRAVIAS]".{JL...12}.


"[ALDRAVIAS]".{JL...12}.

Mentes

línguas

afoitas

açoitas
                                                                                                           corpos 
                                                                                                quentes!!!

"[GUARDIÃO]".


"[GUARDIÃO]".

Não sou só poeta
De letra certa
Sou um guardião
E centurião
...da alma poética!

Nos devaneios
Sou o esteio
De tantos versos
Desse universo
...e sua estética!

Forma de poema criado pelo poeta escritor,Ineifran Varão em 01/2013.

"[TRÍPLICE]".



"[TRÍPLICE]".

Ser um poeta
Que se completa
Qual escritor
Ou grande ator
...faz bem à todos!

Literatura
Forte cultura
Tantos poemas
Nos cinemas
...com sérios modos!


Forma de poema criado pelo poeta escritor,Ineifran Varão em 01/2013.

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

"[CENTURIÕES DAS PALAVRAS]".



"[CENTURIÕES DAS PALAVRAS]".

Não somos só poetas,
somos também centuriões,
das palavras certas,
ao viajarem em devaneios´
somos espiões
somos esteios 
de todos os versos 
nesse nosso universo!!!

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

"[ANJO BOM]". "Jacqueline de Campos Rojas".




"[ANJO BOM]".

      Jacqueline de Campos Rojas

Esculpida pela mão do Criador
Com traços e imagem angelical
Transmite meiguice paz e amor
Sobre todos nós,impar sem igual.

O Supremo rei antes de esculpi-la
Fez primeiramente nosso mundo
Para Ter certeza como construí-la
Com beleza num perfeito profundo.

Por tanto caros amigos e poetas
Admiremos essa linda criatura
Dotada de alma límpida e pura
Vemos nesse sorriso que interpretas.

Nesse olhar sincero que tanto brilha
Expressando tudo o que diz o coração
Iluminando sua longa e prospera trilha
Com rumo certo de boa direção

Onde o Mato-Grosso se orgulha
Dessa sua poetisa e adorável filha!!!

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

"[MATUTINO]".



"[MATUTINO]".

Quando anoiteço
Feliz amanheço
Ao vê-la aqui
Assim sorri
     ...se beijamos!

No longo beijo
Nos trás desejo
Acende inflama
Ardente chama
     ...rápido amamos!

Forma de poema criado pelo poeta e escritor,Ineifran Varão em 01/2013...

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

"[É FATO]".


"[É FATO]".

A emoção
Duma paixão
Dentro do peito
Tem grande feito
...felicidade!

A alegria
E harmonia
São os fatos
E não os boatos
...sinceridade!

Forma de poema criado pelo poeta escritor,
Ineifran Varão em 01/2013...

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

"[MUNDO POESIA]".


"[MUNDO POESIA]".

O mundo é feito de poesia
De muitos encantos e cantares
Basta ter o coração em harmonia
Que se revelará em todos lugares...

"[TUDO E NADA]"


"[TUDO E NADA]".

Eu por inteiro
Meu computador
Um mundo de solidão

"[FALSO OLHAR]".


"[FALSO OLHAR]".

A perfídia luz dos seus olhos
Tenta fazer-se doce esse olhar
Mas,totalmente incréu acolho
Minha maneira de pensar...

domingo, 10 de fevereiro de 2013

"[MARAVILHA DA NATUREZA]"



"[MARAVILHA DA NATUREZA]".
Foi Deus que fez você
fazendo a natureza
como exemplo
seus olhos que contemplo
foram as perolas
que Ele fez,
ficaram tão belas
por sua vez
tanto que,
colocou em você...
Seu sorriso,
foi assim
fez um raiar de sol
alvo preciso
onde na espera
de um lindo jardim
de plena primavera
cheio de cores
perfumes e flores
e pensou ,é o dela.
Seu rosto então
foi o preposto
de um coração
com jeito disposto 
de emanar emoção
e o seu ser todo,
foi baseado
na natureza 
e importado com clareza
e postado em ti
toda essa beleza...


Este poema é dedicado,
para minha amiga capixaba
Silvia Mara!!!